Maus tratos contra os idosos: uma questão a ser tratada.

Por muitas vezes o seu familiar idoso, com saúde debilitada, necessitou de cuidados, mas por receio você optou por não contratar os serviços de terceiros? Sabemos que os casos de maus tratos aos idosos têm crescido nos últimos tempos. Mas você sabia que a violência física é apenas um dos tipos de violência aos idosos e que os maus tratos englobam outras dimensões?  Pois hoje falaremos um pouco mais sobre o tema.

            Os maus tratos contra os idosos, às vezes, podem ser difíceis de serem identificados, uma vez que os idosos, muitas vezes,  não têm condições físicas e cognitivas para relatar, ou, quando em condições, possuem medo e por isso escondem o fato.

            Como já mencionado, a violência nem sempre é física. Ela pode se dar também de forma verbal, sexual, psicológica, emocional ou financeira, podendo ocorrer por meio do abandono, da falta de respeito, da negligência ou do comprometimento da dignidade.

            O estatuto do idoso tráz no artigo 4º que “Nenhum idoso será objeto de qualquer tipo de negligência, discriminação, violência, crueldade ou opressão, e todo atentado aos seus direitos, por ação ou omissão, será punido na forma da lei”.

            As formas de maus tratos contra aos idosos podem ser classificadas das seguintes formas:

  • Abuso físico: Pode ser caracterizado por ações como, bater, empurrar, beliscar, morder, queimar, alimentar à força, prender e arranhar. Essas ações podem resultar em hematomas e traumas, como, feridas, fraturas, luxações, cicatrizes, agitação, agressividade, depressão, quedas e confusão mental. Além disso, o alvo dessas ações, o idoso, pode ter seu comportamento alterado, tendo mudanças em seu humor, por isso é importante estar atento a isso.
  • Abuso psicológico: Esse pode ser caracterizado por todas as formas de menosprezo, desprezo e discriminação. Geralmente se manifesta por xingamentos, insultos, críticas, acusações, gestos, entre outros. Essas manifestações podem causar depressão e tristeza.
  • Abandono: O abandono se caracteriza pela ausência dos cuidados básicos necessários destinados aos idosos. Nesses casos, a pessoa responsável pelo cuidado (seja o cuidador ou o familiar) deixa de prestar os cuidados básicos de higiene e cuidados com a medicação. Muitas vezes obrigam o idoso a deixar seu convívio contra a sua vontade, por isso eles acabam tendo que se retirar de seus lares e acabam por ficar sem proteção alguma. Isso pode resultar em problemas de saúde ou até mesmo a morte.
  • Negligência: Se caracteriza pela omissão ou a negação da prestação dos cuidados as necessidades básicas do idoso. Além disso, pode envolver a negação ou privação de alimentos, de higiene, de vestimentas ou de medicamentos. A não fiscalização do trabalho das pessoas que cuidam de idosos seja em domicilio ou em Instituições Longa Permanência para Idosos também se caracteriza como negligência.
  • Abuso financeiro: Esse pode ser realizado por pessoas ou instituições. É caracterizado pela posse de bens, de objetos e/ou de renda do idoso, como pensões e aposentadorias. Ainda pode se dar por roubo, falsificação de cheques e de documentos, pela venda de imóveis ou bens, sem a permissão do idoso, entre outras formas.
  • Abuso sexual: Se caracteriza por ações que visam estimular o idoso ou utilizá-lo de forma sexual e por práticas eróticas para obtenção de excitação, sem o consentimento do idoso. Além disso, pode envolver ações que obriguem do idoso a ver material pornográfico,  aliciamento no idoso, entre outros.

            Agora que já sabem como podem se manifestar as formas de violências contra os idosos, é importante saber como proceder nestes casos. É importante observar o idoso e se atentar aos fatos. Caso seja identificado casos de maus tratos você deve denunciar e pode fazê-lo pelo Disque Denuncia (Disque 100), na Delegacia da Policia, no Ministério Público, Defensoria Publica ou Conselho Municipal do Idoso.  Além disso, pode ser relatada aos profissionais envolvidos no cuidado a saúde do idoso, sejam aqueles que atendem a domicilio ou mesmo em Unidades Básicas de Saúde.

            Sabemos dos medos e das implicações em contratar um cuidador e deixa-lo responsável pelo cuidado diário à saúde do idoso. Por isso, contamos com uma equipe de cuidadores confiáveis e capacitados a lidarem com essa população. Além de serem capacitados tecnicamente, são apaixonados pelo que fazem.  Por isso, entre em contato conosco. Nós da Human Life queremos oferecer a vocês o cuidado humanizado, com muito carinho e amor.  Afinal, cuidar é um ato de amor e necessita de atenção. Contate-nos e faça uma Avaliação Diagnóstica sem compromisso, iremos até você.

_______________________________________________________________

            Por hoje é só, esperamos que tenham gostado do tema de hoje.

            Fiquem atentos as próximas publicações, estaremos sempre disponibilizando algo novo. Estejam a vontade para dar sugestões, opiniões ou tirar dúvidas 🙂

            Até a próxima!

            Abraços,     

        Equipe Human Life.

WhatsApp chat